8 de fev de 2012

ANAC analisa licença para empresa que deve baratear passagens no Amazonas.

A Agência Nacional de Aviação Civil começou processo de fiscalização dos serviços da empresa MAP Linhas Aéreas, que planeja iniciar, em abril, rotas para nove municípios do Estado.

A ‘Map Linhas Aéreas’ pertence ao grupo da empresa ‘Manaus Táxi Aéreo’
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) iniciou o processo de fiscalização dos serviços da empresa ‘Map Linhas Aéreas’ com o objetivo de conceder ou não a homologação para que a companhia aérea possa explorar rotas para os municípios do Amazonas. Atualmente, a ‘Trip Linhas Aéreas’ é a única empresa que presta o serviço no Estado. Com a chegada da nova companhia, usuários do serviço apostam na queda dos preços.
A ‘Map Linhas Aéreas’ pertence ao grupo da empresa ‘Manaus Táxi Aéreo’. A expectativa da nova companhia é de começar a operar em abril, com voos regulares para nove cidades do interior. “Estamos trabalhando para iniciar as operações logo após a homologação da empresa pela Anac. Para isso, a agência faz todo um trabalho de fiscalização dos nossos serviços e depois dá um parecer. Esperamos que essa fase termine em fevereiro”, informou o gerente comercial da Map, Marconi Chagas.
O gerente adiantou ainda que a empresa deverá iniciar os trabalhos com rotas nas cidades de Coari, Lábrea, Eirunepé, Tabatinga, Tefé, Manicoré, Humaitá, São Gabriel da Cachoeira e Barcelos. Desses destinos, apenas Manicoré não é operado pela Trip, atualmente.
Até o início do segundo semestre, o trecho para Belém também deverá ser explorado pela companhia. Com essa rota, será possível fazer escalas em Parintins, Itaituba, Altamira e Santarém.
De acordo com Chagas, a Map iniciará os voos operando com duas aeronaves e poderá fechar 2012 com até quatro aviões modelo ATR 42-320 com espaço para 46 passageiros.
Preço
Questionado sobre os valores das passagens, Chagas disse que somente após a homologação é que a companhia deverá definir os preços. “Não podemos tratar de preço agora. A única coisa que temos a certeza é que agora o cliente terá a opção de escolher com quem quer voar. Isso não existia antes. Acredito que a concorrência é salutar, desde que seja praticada com elegância e respeitando a ética comercial sem apelar para práticas predatórias”, destacou.
Como forma de incentivar a aviação regional e baratear o preço das passagens aéreas, o Governo do Estado reduziu de 25% para 7% a alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações internas com querosene e gasolina de aviação e passados quase três anos, a medida não resultou em nenhum benefício para quem precisa utilizar o transporte.
Chagas destacou que a empresa pretende fazer parceria com todas as agências de viagens do Brasil, e algumas do exterior, para a venda de passagens, incluindo a comercialização pela internet, no site www.voemap.com.br (ainda em fase de implantação).
A falta de infraestrutura nos aeroportos do interior preocupa a empresa. “Tirando os aeroportos de Parintins, Tefé, Tabatinga e Manaus, que possuem a presença da Infraero, os outros terminais oferecem um desafio e custo para as operadoras. Como não têm estrutura para operar precisamos fazer investimentos em mão de obra, treinamento, balcões de atendimento”, destacou.

Nenhum comentário:

Jacareacanga: PREFEITO RAIMUNDO SANTIAGO E VEREADORES ESTIVERAM NA CELPA E COBRARAM INVESTIMENTO DA EMPRESA PARA JACAREACANGA

Cumprindo agenda oficial na capital do estado, o prefeito Raimundo Batista Santiago, juntos com os vereadores, Acélio Aguiar, Rain...

Postagens mais visitadas