8 de mar de 2012

Delegado Nelson Silva anuncia que edital sairá a qualquer momento




Delegado Nelson Lima

O diretor da 16ª Seccional da Polícia Civil, delegado Nelson Silva, anunciou que a qualquer momento pode sair o lançamento oficial do edital para o concurso da Polícia Civil do Pará, onde novos investigadores, escrivães e delegados serão empossados em municípios de todo o Estado.
Para o certame, o Governo do Pará destacou que cerca de 250 investigadores, 250 escrivães e 100 delegados devem ser ingressados no quadro da Polícia Civil, em todo o Estado. Fontes informaram que os salários variam conforme o cargo, entre os quais, aproximadamente R$ 5 mil para investigadores e escrivães e R$ 12 mil para delegados de Polícia.
De acordo com o delegado Nelson, a Seccional está aguardando o anúncio da Delegacia-Geral sobre a empresa que vai promover o concurso da Polícia Civil, em todo o Pará. Um dos requisitos do concurso público, segundo ele, é o candidato ter curso superior completo em qualquer área, para escrivães e investigadores. Já para delegado de Polícia, o candidato deve ter o curso de direito completo.
“É importante que as pessoas já estejam se preparando para o concurso e, que da nossa região seja aprovado um grande número de profissionais, para que possam assumir cargos nas delegacias locais”, destaca.
O delegado Nelson ressaltou que costuma dar problemas quando um candidato de outra região assume um cargo numa Delegacia longe de sua cidade de origem, principalmente por querer depois voltar para o seu local natural.
“É importante para as pessoas aqui de Santarém que irão fazer o concurso, que fiquem se preparando porque a qualquer hora vai sair o edital de um dos maiores concursos que a Polícia Civil vai realizar nos últimos anos, para a contratação de pessoal”, alerta o delegado Nelson, completando que se torna importante a aprovação de um grande número de candidatos do Oeste do Pará.
“É importante para a nossa região empossarmos novos profissionais na Polícia Civil. Nos últimos concursos públicos da Polícia Civil houve chamadas acima do limite. Se houver um grande número de aprovação, as pessoas vão ficar no cadastro de reserva e podem ser chamadas posteriormente”, adianta.


Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário:

JURUTI: Promotoria ajuíza Ação contra 14 reús no caso “mensalinho de Juruti”

A promotoria de Justiça de Juruti ajuizou Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa em face do ex-prefeito municipal, três ve...

Postagens mais visitadas