27 de set de 2012

Ameaça a blogueiros vira rotina no Pará

Por: Karina Pinto/Altamira.

A lista de blogueiros e jornalistas ameaçados por escrever "demais" começa a ficar sem controle. Após a morte de Décio Sá no Maranhão, a sociedade fitou os olhos em algo antes anônimo e a imprensa de todo o país entrou em estado de alerta. Décio não foi o primeiro, antes dele outros três profissionais foram mortos no país depois de denunciar esquemas de corrupção, lavagem de dinheiro e a ação do crime organizado. Sem segurança, como mais da metade da população no Brasil, jornalistas e blogueiros usam o próprio trabalho como arma contra a violência, mas sem respaldo judicial e pelo poder público, são, cada vez mais, alvos fáceis diante de criminosos protegidos em cargos públicos, amizades com magistrados, entre outras vantagens vergonhosas. Muitos ousam denunciar a pressão, mas são são duramente atacados, a exemplo de Franssinete Florenzano, Luiz Flávio Pinto, Hiroshi Bogéa entre outros.

Em Altamira, os casos de agressão e desrespeito a liberdade de expressão e o direito à informação se multiplicam, repórteres impedidos de entrar em locais públicos, obrigados a publicar aquilo que interessa a um seleto grupo, agredidos verbalmente e até fisicamente. Mais recentemente o colega repórter e blogueiro Sidalécio Souza foi informado que estaria "falando demais" em seu programa diário no rádio e que isso poderia "refletir" em sua família. Sem apoio, o colega se viu obrigado a suspender suas publicações na internet e se diz preocupado com a rotina diária de seu programa no rádio. As ameaças que parecem intimamente ligadas ao período eleitoral são mais uma reflexo da falta de segurança com que as eleições sofrem a cada pleito em Altamira e região, a exemplo do último incidente ocorrido em Brasil Novo, onde o irmão do atual prefeito teve o carro alvejado por vários tiros ao circular por uma estrada de chão na zona rural daquele município. As denúncias foram parar em Brasília com a voz do deputado federal Zé Geraldo do PT, em um discurso crítico, o parlamentar foi enfático, essa região precisa de atenção da justiça, ele está certo, resta o governo e o ministério da justiça entenderem isso. Marcadores: Brasil, Pará, Regional

Nenhum comentário:

Empreendedoras de Itaituba vencem Prêmio do Sebrae estadual

Por Jota Parente Empreendedoras de Itaituba estão entre as três vencedoras da etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, premiação...

Postagens mais visitadas