26 de nov de 2012

Escrivão da PF suspeito de matar cão a tiros é intimado em Campinas

Agente e outras três testemunhas foram intimados para depôr sobre morte.
Cachorro foi morto com dois tiros no sábado (24) no bairro São Bernardo.

Do G1 Campinas e Região

 Polícia Civil intimou nesta segunda-feira (26) para prestar depoimento o escrivão da Polícia Federal suspeito de matar um cachorro a tiros no sábado (24) no bairro São Bernardo, em Campinas (SP).

Além dele, outras três testemunhas foram chamadas para prestar esclarecimentos, segundo o delegado da Delegacia de Proteção aos Animais, Antônio Erivelton Piva Júnior, responsável pelo inquérito.

O delegado afirma que a arma será encaminhada para perícia no Instituto de Criminalística (IC). "A arma vai ser apreendida na quarta-feira, que é quando o depoimento está marcado", afirma Piva Júnior. Com a conclusão do inquérito, o agente pode ser indiciado por maus tratos aos animais, crime cuja pena vai de 3 meses a 1 ano.

O delegado da PF em Campinas, Hermógenes de Freitas Leitão Neto afirmou que ele não foi afastado de suas funções. "Nós ainda não fomos notificados, isso deve acontecer amanhã [terça-feira]", afirmou o delegado. 

Segundo ele, só após a notificação deve ser aberta uma sindicândia para apurar o caso. "Teremos que analisar o grau de culpa, caso ele seja mesmo responsável, para saber a punição para tal conduta", informou o delegado da PF. 

Omissão
A inquérito também investigará a omissão do dono do cão, de acordo com o delegado. "A pergunta é por que ele [o cachorro] estava na rua. Pode ter havido omissão de cuidados do proprietário", informa Piva Júnior. Segundo ele, o proprietário do cachorro ainda não foi encontrado.

Nenhum comentário:

A Manauara derrotou o Trovão Azul e vai fazer a final com a Climafrio

Por Jota Parente  Aguardava-se um jogo muito disputado, pois embora a campanha do Trovão Azul tenha sido muito melhor, e apesar de A...

Postagens mais visitadas