30 de nov de 2012

MPF investiga denúncia de envenenamento em córrego de comunidade indígena

Perícia pode confirmar contaminação. Pena chega a 15 anos de prisão.
Imagem divulgada na Internet pelos indígenas mostra córrego tomado pela espuma branca
O Ministério Público Federal em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, solicitou ontem (20) à Polícia Federal a instauração de inquérito para investigar possível contaminação no córrego Ypo´i, principal fonte de água da comunidade indígena de mesmo nome, localizada em Paranhos, região sul do estado. Além disso, o MPF pede que seja designado, com urgência, equipe profissional que realize perícia na água.
 
O pedido ocorre depois que indígenas informaram à Funai, em 14 de novembro, que naquele mesmo dia pela manhã uma grande quantidade de espuma branca se formou na superfície do córrego, cobrindo totalmente a água. Fotografias e filmagens feitas pelos indígenas que estavam no local foram encaminhadas ao MPF. Uma amostra da água supostamente contaminada também foi entregue. 
 
O material e o depoimento da liderança indígena que fez a denúncia foram encaminhados à Polícia Federal, para subsidiar a investigação. O objetivo é confirmar se houve ou não a contaminação e identificar os responsáveis. 
 
Se for confirmada a contaminação da água, os autores podem responder pelos crimes de envenenamento ou poluição de água potável (artigos 270 e 271 do Código Penal, respectivamente). As penas podem chegar a 15 anos de prisão. 
Fonte: Mel Mendes/MT

Nenhum comentário:

PM prende em Jacareacanga foragido da justiça de Itaituba

No ultimo domingo (13),  Policiais Militares da UIPP de Jacareacanga prenderam Valdinei Cardoso Costa (foto). Contra ele há um mandado d...

Postagens mais visitadas