13 de dez de 2012

Casos de malária no Pará reduziram mais de 30% em um ano

 Redução foi de 182 mil para 88 mil registros em dois anos, diz Sespa.

Prevenção e diagnóstico precoce foram fundamentais para os resultados

G1/PA

O Departamento de Controle de Endemias da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) divulgou em evento realizado na última quarta-feira (12), a redução no número de casos de malária no estado em 90 mil. Segundo a Sespa, a redução foi de 182 mil para 88 mil registros em dois anos. O objetivo do evento foi avaliar a situação epidemiológica da malária em 27 municípios paraenses.
Estudo aponta para existência de espécie resistente de mosquito da malária em Coari (Foto: Divulgação/Fapeam)
Pará registra redução de 90 mil casos de malária em dois anos. (Foto: Divulgação/Fapeam)
Participaram do encontro coordenadores municipais de endemias e diretores das Regionais de Saúde da Sespa. Os municípios que mais reduziram o número de casos de malária foram Cametá, Oeiras do Pará, Curralinho, Bagre e Alenquer. Também houve diminuição naqueles considerados prioritários, como Itaituba, Anajás, Jacareacanga, Novo Progresso e Afuá.
Em um ano, houve uma redução de 32% no número de casos da doença no Estado, ou seja, de janeiro a novembro de 2012, foram registrados 73.366 casos de malária contra 107.965 no mesmo período de 2011.
Segundo Bernardo Cardoso, diretor do departamento de endemias, o diagnóstico precoce e a prevenção em relação ao mosquito da malária são fundamentais para evitar o surgimento de novos casos. Cada doente de malária custa aos cofres públicos R$ 2 mil, valor que pode chegar a R$ 25 mil se o caso requerer internação um unidade de terapia intensiva (UTI).
Instalação de mosquiteiro em casa do distrito de Nazaré, no Rio Madeira (Foto: Agência ImagemNews/Divulgação)
Mosqueteiros foram instalados como medida de prevenção. (Foto: Agência ImagemNews/Divulgação)
Entre as medidas de prevenção adotadas no estado, está a distribuição de 60 mil mosquiteiros impregnados com inseticida. Os mosquiteiros foram repassados aos municípios e distribuídos às comunidades mais atingidas pela malária
Para o coordenador de endemias de Ipixuna do Pará, Sidney Humberto Trindade, as atividades de prevenção foram fundamental para o controle da malária no município. O município recebeu 700 mosquiteiros, que foram distribuídos à comunidade Balalaica para prevenção da malária, além de equipamentos, veículos e até combustível. “Com esse apoio, tivemos condições de desenvolver melhor as ações e deixar a doença sob controle”, explica.

Nenhum comentário:

Home Itaituba EM ITAITUBA: "NEGO DRAMA" VELHO CONHECIDO DA POLICIA, FOI ALVEJADO À TIROS NO BAIRRO PIRACANÃ. EM ITAITUBA: "NEGO DRAMA" VELHO CONHECIDO DA POLICIA, FOI ALVEJADO À TIROS NO BAIRRO PIRACANÃ.

Na manhã  desta sexta-feira (20), por volta das 07:30 horas, no bairro piracanã onde "Nego Drama" um velho conhecido da Polici...

Postagens mais visitadas