13 de dez de 2012

Operação Fonte Seca combate desvio de recursos públicos no Pará


Redenção/PA: A Polícia Federal desencadeou hoje, 12, a Operação Fonte Seca. Noventa policiais federais, e 17 técnicos da Controladoria Geral da União – CGU, deram cumprimento a 23 mandados de condução coercitiva, e 46 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal (TRF – 1ª Região). O objetivo da ação é desarticular uma quadrilha supostamente comandada pelo Prefeito Municipal de Redenção, ele é investigado pela prática do crime de responsabilidade cometido através do desvio de recursos públicos federais, licitações fraudadas, contratos firmados entre a administração municipal e empresas de fachada, tudo com a participação de empresários e políticos ligados direta e indiretamente ao próprio titular do executivo municipal.

Diante da gravidade da situação, a Justiça Federal determinou o afastamento do exercício das funções de vários servidores envolvidos, tais como os secretários de obras, finanças e cultura (esposa do prefeito), sendo ainda imposta a ordem de que estes funcionários fiquem impedidos de frequentarem as instalações do órgãos públicos municipais, devendo todos (com exceção do prefeito) ser monitorados em seus deslocamentos através do uso de tornozeleiras eletrônicas.

A investigação conduzida no período aproximado de um ano e meio, foi iniciado a partir de denúncia publicada em um jornal do Município de Redenção, quando o vice-prefeito municipal apontou a existência de um esquema de apropriação de verbas públicas, que contava com a utilização de “empresas laranjas” totalmente desprovidas de qualificação técnica ou econômico financeira.

O trabalho investigativo da Polícia Federal permitiu constatar veracidade das denúncias, dada ocorrência de licitações armadas, que resultavam em contratos fraudulentos para aquisição de diversos produtos, desde alimentação escolar até o fornecimento de materiais hospitalares, assim como a prestação dos mais diversos serviços para a Prefeitura Municipal. A partir da execução das ordens judiciais de busca e apreensão, se pretende a obtenção de mais provas do esquema criminoso investigado.

Comunicação Social da Delegacia de Polícia Federal em Redenção

Nenhum comentário:

A pedido dos Munduruku, MPF intensifica atuação contra garimpo ilegal em terra indígena no Pará

O Ministério Público Federal (MPF) convocou reunião para esta sexta-feira (20) em Itaituba, no sudoeste do Pará, para levantar dados sobre...

Postagens mais visitadas