7 de jan de 2013


Nova lei seca irá punir pilotos de embarcações flagrados alcoolizados


A nova lei seca, que tornou mais rigorosas as punições a motoristas flagrados dirigindo sob efeito de álcool, também servirá para punir condutores de embarcações que trafegam no Lago Paranoá. De acordo com o tenente Carlos de Jesus Amoras, da Divisão de Segurança da Marinha, pilotos de lanchas pegos no bafômetro com índice alcoólico no sangue de até três décimos de miligrama por litro de ar expelido dos pulmões - com margem de tolerância de um décimo de miligrama por litro de ar - estarão sujeitos a procedimentos administrativos, que incluem a suspensão da habilitação por até 120 dias. 


Quando for constatado índice igual ou superior a três décimos de miligrama por litro de ar expelido dos pulmões, com a mesma margem de tolerância, o infrator será conduzido a uma delegacia da Polícia Civil para abertura de inquérito. Ainda de acordo com o tenente, quem se recusar a fazer o teste será levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) para se submeter à análise de um perito.

Apesar das punições mais rigorosas, pilotos de lanchas continuam desrespeitando a fiscalização. Ontem, por volta das 16h, a reportagem flagrou um homem que conduziu uma embarcação de pequeno porte após ter bebido cerveja. Ele havia atracado no píer do Pontão e foi a um restaurante do local, onde consumiu uma lata de cerveja. Depois, com outra lata em mãos, assumiu o controle da lancha novamente. Enquanto pilotava a lancha com a mão direita, segurava a latinha com a esquerda. No momento, não havia equipes de fiscalização no local.

Nenhum comentário:

Araguatins: Veículo adulterado é localizado e dois homens são presos

    Docival Alves Barbosa, 44 anos e Marcos Rubens Barbosa dos Santos, 19 anos, foram presos por vota das 18h30 nas imediações do Posto ...

Postagens mais visitadas