8 de mar de 2013

Incra promove encontro para discutir práticas sustentáveis em projetos de assentamento



O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) realiza, no período de 13 a 15 de março, o “I Encontro de Manejo de Fauna e Pesca nos Projetos de Assentamento do Oeste do Pará”. O evento será dividido em duas etapas: uma de discussões, a ser realizada nos dias 13 e 14, na sede na sede do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR) de Santarém; e outra de campo, no dia 15. O STTR/Santarém e o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam) são parceiros do Incra na iniciativa.

“O evento se encaixa no propósito do Incra de enfatizar a sustentabilidade nas áreas de reforma agrária. Queremos estudar o potencial dos assentamentos e elaborar projetos de forma que as famílias obtenham renda com a exploração racional dos recursos naturais e assim, por conseqüência, combater a caça e a pesca predatória”, explica o superintendente regional do Incra no Oeste do Pará, Luiz Bacelar Guerreiro Júnior.


O público-alvo do encontro são os assentados que residem em áreas ambientalmente diferenciadas sob a gestão do Incra, como os Projetos de Assentamento Agroextrativistas (PAE) e os Projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS), em especial, localizados na região do Baixo Amazonas.

Para a abertura do evento, que ocorrerá no dia 13, às 9 horas, além de gestores do Incra, são convidados representantes de outros órgãos federais, como do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama); e do Governo do Estado do Pará, dentre os quais, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e da Secretaria de Pesca e Aqüicultura (Sepaq).

As primeiras palestras do encontro, no dia 13, turno da manhã, abordarão os aspectos legais, políticos, comerciais e da subsistência do manejo de fauna, com foco na Amazônia, além dos sistemas de produção de animais silvestres, como tartarugas e capivaras. À tarde, entra em pauta o contexto geral do manejo pesqueiro na Amazônia e no Baixo Amazonas, com destaque para o pirarucu.

No dia 14, dentre os temas que serão apresentados, estão as experiências do manejo do pirarucu no ambiente várzea de Santarém e os sistemas de manejo de abate de queixada, catetos, capivaras, pacas, tartaruga e jacarés. Na última palestra do encontro, serão abordadas as metodologias para a implantação de projetos de manejo de fauna.

Para o “I Encontro de Manejo de Fauna e Pesca nos Projetos de Assentamento do Oeste do Pará”, foram convidados como palestrantes Fábio Sarmento e Osvaldo Carvalho, do Ipam; Guillermo Moisés Bendezú Estupiñán, mestre em Biologia de Água Doce e Pesca Interior, que integra o Instituto Socioambiental; e o engenheiro agrônomo Paulo Bezerra, Mestre em Nutrição de Animais Silvestres, do Núcleo de Pesquisa e Conservação da Fauna e Flora Silvestre (NPC).

O encontro encerra no dia 15 com uma visita à comunidade Andirobalzinho, do PAE Eixo Forte - município de Santarém -, onde será conhecida uma experiência com a criação de quelônios.

--
Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável: Luís Gustavo

Nenhum comentário:

PM prende em Jacareacanga foragido da justiça de Itaituba

No ultimo domingo (13),  Policiais Militares da UIPP de Jacareacanga prenderam Valdinei Cardoso Costa (foto). Contra ele há um mandado d...

Postagens mais visitadas