24 de set de 2013

Polícia prende no AM acusado de assaltar mineradora

“Paulão” foi preso em um hotel em Apuí, a 408 km de Manaus, no domingo (22)

Blog do Júnior Ribeiro

O empresário Valdinei Souza encara "Paulão", preso sob a acusação de assalto à mineradora
LISLAINE DOS ANJOS
DA REDAÇÃO

A Polícia Militar do Pará, em parceria com policiais do Amazonas, conseguiu prender um dos integrantes da quadrilha que assaltou a empresa Maney Mineradora, localizada no distrito de Cripurizinho, em Itaituba (900 km ao Sul de Belém). A informação é do blog do Júnior Ribeiro.

José Mariano de Souza, conhecido como “Paulão“, foi preso no final da tarde de domingo (22), em um hotel na cidade amazonense de Apuí (408 km ao Sul de Manaus).

Ele participou, com mais três homens armados, da invasão à área de garimpo pertencente ao empresário Valdinei Mauro de Souza, em sociedade com o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), no dia 12 de setembro.

O bando fugiu por uma região de mata na região de Jacareacanga e, segundo as informações, seguiu, com a ajuda de um índio, até o Amazonas, onde dividiram o ouro roubado do garimpo e se espalharam pela cidade.

Paulão foi levado pela polícia de volta à Itaituba na segunda-feira (23) e vai ter depoimento tomado no inquérito. A chegada do bandido foi acompanhada pelo empresário Valdinei, que permanece no Pará para acompanhamento do caso.
Blog do Júnior Ribeiro
Paulão foi preso em Apuí (AM), no último domingo (22)
De acordo com informações obtidas pelo blog, Paulão teria se separado do bando por não ter resistência para acompanhar o ritmo dos demais e por medo de ser assassinado pelos outros três integrantes – identificados apenas como Nonato, Adão e Luiz – que são irmãos.

O assalto

Paulão trabalhava no Garimpo São Domingos, quando foi recrutado para participar do assalto. Segundo ele, a quadrilha acampou nas proximidades da Maney Mineradora, durante três dias, se preparando para o assalto.

Segundo informou ao MidiaNews o delegado de Jacareacanga, Lucivelton Ferreira de Santos, o grupo estava armado com três fuzis com carregadores, dois revólveres e uma espingarda de dois canos.

Na ocasião, eles surpreenderam o empresário Valdinei, que chegava à mineradora em uma aeronave da Pena Táxi Aéreo, pilotada pelo dono da empresa, Pena Fernandes, acompanhado de seu filho, do copiloto Sancler da Luz e um amigo.

Na ação criminosa, duas pessoas foram baleadas: o copiloto da aeronave, que faleceu no último domingo (23), e o gerente da mineradora, Cláudio Rocha da Silva, 35, que passou por cirurgia e já recebeu alta do hospital.

Em coletiva realizada na segunda-feira (23), o delegado Alexandro Napoleão Santana afirmou que o autor dos disparos foi o homem identificado como Luiz. Já Nonato seria o chefe do bando.

Segundo Santana, a Polícia continua em busca do trio foragido e de pessoas que deram apoio aos bandidos, já identificadas, mas que não tiveram seus nomes revelados para não atrapalhar as investigações.

Paulão revelou à Plícia que o bando conseguiu fugir pela mata, sempre margeando a Rodovia Transamazônica. Ao se separar do grupo, ele acabou por conseguir carona até chegar à Apuí.

O restante da quadrilha teria optado por seguir viagem em um microônibus, mas o paradeiro atual é desconhecido.

Nenhum comentário:

PM prende em Jacareacanga foragido da justiça de Itaituba

No ultimo domingo (13),  Policiais Militares da UIPP de Jacareacanga prenderam Valdinei Cardoso Costa (foto). Contra ele há um mandado d...

Postagens mais visitadas