20 de mai de 2016

Juiz proíbe festas depois das 22h em Mosqueiro

Uma liminar do juiz Torquato Araújo de Alencar, da Vara Distrital de Mosqueiro, proibiu a realização de festas na ilha entre as 22h e 7h da manhã em estabelecimentos que não tenham isolamento acústico. A decisão atende a um pedido do Ministério Público do Estado.

Na ação civil pública o MP diz que a situação na ilha é de 'total descontrole' com prejuízo aos moradores e frequentadores do balneário. A determinação afeta diretamente as licenças, alvarás ou qualquer instrumento permissivo emitidos pela Divisão de Polícia Administrativa (DPA) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).
A proibição inclui também espaços onde ocorram ensaios, apresentações ou qualquer outra atividade festiva, ao vivo ou não, com ou sem a utilização de sistemas de amplificação sonora em bares, lanchonetes, restaurantes, casas noturnas e barracas.
Quem não cumprir a decisão está sujeito a multa de R$ 5 mil. O juiz determinou também a  cassação das autorizações concedidas em descordo com esta decisão, sob pena do agente público responsável pela sua concessão ser multado em R$ 20 mil, por cada local flagrado funcionando fora da legalidade.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Cerca de 380 mil famílias paraenses podem ter descontos na conta de luz

Celpa alerta sobre o Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, que concede descontos de até 65% na conta de energia A Celpa divulgou u...

PortalBuré

Portal Buré © 2016. Tecnologia do Blogger.