18 de out de 2016

Brasil: Seis prefeitos indígenas eleitos nas eleição desse ano.

O resultado das eleições municipais de 2016 não foi muito favoravel aos povos indígenas. Esse ano, alguns indígenas foram eleitos em todo Brasil, principalmente na região norte do Brasil, mas o numero de indígenas eleitos, foi inferior da eleição passada.

Em Jacareacanga, Hans Munduruku foi eleito vice-prefeito, pelo PSC. Os Munduruku também elegeram o tucano Giovani Kaba, vereador mais votado no município, Elinaldo Crixi (PMDB) e Gerson Barbosa Manhuary Munduruku (PT). Vários Kayapó tentaram se eleger no sul do Pará, sem sucesso. No Amapá, a Rede elegeu como vereador Jawaruwa Waiãpi, no município de Pedra Branca do Amapari.

O Acre elegeu o primeiro prefeito indígena de sua história. O professor Isaac Piyãko (PMDB), de 44 anos, da etnia Ashaninka, concorreu pela primeira vez ao cargo majoritário no município de Marechal Thaumaturgo, que faz fronteira com o Peru, e venceu o atual prefeito, Aldemir Lopes, do PT. Isaac Piyãko (PMDB) é um dos seis prefeitos indígenas eleitos no Brasil. Ele foi o quinto mais bem votado entre os candidatos indígenas eleitos no país, com 4.094 votos válidos. Em primeiro lugar ficou o indígena de Pernambuco Rossine Blesmany dos Santos Cordeiro (PSD), com 12.454 votos. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Três indígenas da etnia Xerente foram eleitos em Tocantínia (TO): Valci Xerente (SD), Ivan Xerente (PV) e Raimundo Xerente (PSDB). O município tem a língua Akwé Xerente como oficial. Em Sandolândia (TO), Cristina Karaja (PSB) foi a segunda mais votada para a Câmara. Formoso do Araguaia (TO) elegeu Robson Haritianã (PRTB).



EM ITAITUBA: IDOSO DE 67 ANOS, FURA UM JOVEM ENGANADO NO PORTO DA BALSA

Na  tarde desta quinta-feira (19), o senhor José  Maria de 67 anos, furou o Jovem Luciano de Souza com uma perfuração  no braço  esquerd...

Postagens mais visitadas