1 de fev de 2017

Bandidos que assaltaram casa no Mararu integram quadrilha de Itaituba


G!

Os criminosos que assaltaram a casa de uma empresária e depois fizeram uma grávida refém em outra casa na comunidade Mararu na manhã de terça-feira (31) são suspeitos de integrarem uma quadrilha que atua em crimes na região do município de Itaituba, no sudoeste do Pará, segundo informou a Polícia Civil. Segundo as investigações, os bandidos estavam na cidade há alguns dias e tiveram apoio de outros criminosos.


Dos três bandidos vistos pela dona da casa, dois foram presos e um foi morto após trocar tiros com a polícia. Ainda segundo as investigações e com base no depoimento dos dois presos, um quarto homem está envolvido no assalto e está sendo procurado. Ele é apontado por dar apoio aos assaltantes em um carro. A quadrilha é suspeita também de praticar outros roubos e ainda furtos de motos em Santarém.


Para a polícia, o assalto à casa da empresária foi planejado. Os assaltantes tiveram tempo de analisar o local de moradia e a rotina da empresária e praticar o assalto, mas foram surpreendidos pela rápida chegada da polícia. Com os suspeitos, a polícia encontrou armas, ferramentas e chaves que eram utilizadas para abrir cadeados nas residências. Os criminosos já estavam sendo monitorados pela polícia.
Grávida foi liberada após as negociações entre polícia e criminosos (Foto: Amarildo Gonçalves/TV Tapajós)
Grávida foi liberada após as negociações entre
polícia (Foto: Amarildo Gonçalves/TV Tapajós)
O assalto
Três bandidos armados invadiram a casa ainda na madrugada. Eles amarraram um homem, renderam o caseiro, a empresária e outra mulher roubaram pelo menos R$ 10 mil em dinheiro e joias.

Antes de ser rendida, a empresária havia visto a movimentação na casa e acionou a polícia. Quando os policiais chegaram, os criminosos fugiram pelo quintal. Um ficou escondido no quintal e dois saíram por um portão que fica ao lado.


Na fuga, os dois bandidos invadiram um casa que fica próxima a residência da empresária, onde fizeram refém a jovem Maria Cássia Silva, de 20 anos, grávida de oito meses, o filho dela, de um ano e seis meses e a mãe, Albalene Silva, de 42 anos. Eles ficaram na mira dos criminosos por mais de meia hora. Primeiro a criança foi liberada, depois Albalene e por fim, a grávida. Depois da negociação, os bandidos se entregaram.



A PM solicitou reforço do Grupamento Tático Operacional (GTO) para ajudar nas buscas pelo suspeito que ficou escondido no quintal da casa. Depois de mais de meia hora de buscas, os policiais encontraram o assaltante. Ele não quis se entregar, estava armado e trocou tiros com a polícia. Uma bomba de efeito moral também foi utilizada na operação. Após alguns instantes, houve tiroteio e o criminoso foi baleado e morto.



Os presos prestaram depoimento na 16ª Seccional de Polícia Civil, fizeram exame de corpo de delito e depois levados para a Penitenciária Agrícola Sílvio Hall de Moura na vila de Cucurunã. Peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC), que é o órgão do Instituto Médico Legal (IML), foram acionados e fizeram a remoção do corpo do assaltante e depois liberado.

Movimentação da rua Costa e Silva, no Mararu (Foto: Adonias Silva/G1)Movimentação da rua Costa e Silva, no Mararu (Foto: Adonias Silva/G1)

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Vereadores de Jacareacanga aprovam novo Código Tributário e de Obras

A Câmara Municipal de Jacareacanga aprovou nesta sexta-feira (15) os Projetos de Lei do Novo Código Tributário Municipal (CTM) e de Obras ...

PortalBuré

Portal Buré © 2016. Tecnologia do Blogger.