21 de mar de 2017

Celpa tem a melhor performance do fornecimento de energia dos últimos anos

A concessionária do Pará está na 14ª posição no ranking da ANEEL que avalia a qualidade do fornecimento de todas as 32 distribuidoras de energia elétrica do Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), divulgou o ranking anual de qualidade do fornecimento das 32 distribuidoras de energia elétrica de grande porte de todo o país (esse grupo já foi composto por 35 distribuidoras). A lista destaca a subida de três posições da Celpa, em relação ao ano passado, fazendo com que a concessionária paraense fique na 14ª posição, entre as 15 primeiras colocadas. Esse resultado contabiliza uma escalada de 21 posições desde que a empresa foi assumida por um novo grupo controlador em 2012, quando era a última do ranking.

Um dos indicadores de destaque, e que foi determinante para a ótima classificação, está relacionado a quantidade de horas que o paraense fica sem energia (DEC), cuja redução já foi de 70,9% nos quatro anos que a Celpa atua sob nova gestão. Sobre o número de vezes em que ocorrem interrupções do fornecimento de energia (FEC), essa redução chegou a 59,8%. Comparando apenas 2015 com 2016, a redução de DEC foi de 22,16%. Já no FEC, a redução foi de 8,9%.  

Para o presidente da Celpa, Nonato Castro, o resultado mostra o empenho na execução dos trabalhos desenvolvidos pela empresa. “O nosso principal serviço é o fornecimento de energia elétrica e não estamos medindo esforços para chegar a um nível de excelência. Por isso, nós vamos continuar investindo em melhoria e para expandir a rede e, dessa forma, beneficiar milhares de famílias e contribuir para a economia do Estado. E o nosso intuito é chegar ao topo deste ranking”, avalia o presidente.

Os resultados favoráveis da distribuidora do Pará se devem, em grande parte, ao arrojado investimento feito no Estado: em pouco mais de quatro anos foram destinados cerca de R$ 2,9 bilhões em ações de expansão, melhoria do sistema e atendimento ao cliente. Esse é o maior investimento feito na história da concessionária e vem refletindo diretamente na qualidade dos serviços prestados à população paraense.

MELHORIAS – No ano passado, foi dada início à segunda etapa da conexão da Ilha do Marajó ao Sistema Interligado Nacional (SIN). A ação foi realizada por meio de cabos subaquáticos, que interligaram as subestações de Vila do Conde à subestação de Ponta de Pedras, que foi inaugurada para integrar a Ilha ao sistema nacional. Neste ano, para dar prosseguimento a interligação, a concessionária já energizou as subestações de Cachoeira do Arari e Salvaterra. As obras ainda avançarão pelos municípios de Soure, Santa Cruz do Arari, Anajás, Chaves, Afuá, São Sebastião da Boa Vista, Muaná, e devem beneficiar cerca de 450 mil pessoas.

A atuação da empresa, em 2016, também ganhou destaque com as operações especiais em períodos de festas e feriados prolongados. Um exemplo, foi quando a concessionária disponibilizou dezenas de equipes extras para atuar nos dias de Carnaval, para que situações imprevistas e emergenciais envolvendo a rede de distribuição fossem solucionadas no menor tempo possível. Ações como essa também foram executadas durante as Eleições 2016, Semana Santa, Férias Escolares em julho, Natal e Réveillon. No total, essas ações mobilizaram mais de 500 equipes no Estado.

Também no ano passado, o Programa Luz para Todos, por meio da Celpa, superou a impressionante marca das 400 mil ligações, beneficiando diretamente mais de 2 milhões de pessoas. Esse total de ligações representa cerca de 17% de todos os clientes da concessionária. No ranking divulgado pelo Ministério de Minas e Energia, a Celpa ficou em segundo lugar, com mais de 18 mil famílias beneficiadas em áreas rurais dos municípios paraenses no ano de em 2016.  

GESTÃO - Ao longo de quatro anos que atua sob nova gestão, o trabalho desenvolvido pela empresa para melhorar o fornecimento de energia já contabiliza a construção ou ampliação de 124 subestações no Pará, além da compra de uma subestação móvel. Destacam-se ainda a energização e inaugurações de subestações no Oeste e Sudoeste do estado e na capital paraense. Também foi criado um Centro de Operações Integradas (COI), que favorece toda a operação do sistema elétrico do Pará, com a comunicação ocorrendo de forma imediata.

Sobre às ações para melhorar o atendimento ao cliente, a Celpa ampliou o horário de expediente de suas agências de atendimento presencial, passando das 14hs para até as 17hs. A empresa ainda lançou um novo e reestruturado portal de internet e aplicativo para dispositivos móveis. Nessas plataformas é possível solicitar inúmeros serviços sem ter a necessidade de se deslocar até um posto presencial da concessionária.

As ações em comunidade também estão no foco da Celpa. Um exemplo é o Projeto Energia na Comunidade, que leva para perto da população inúmeros serviços, como troca de titularidade, inscrição no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, negociação de débitos, entre outros. Iniciativas sustentáveis também entraram no escopo de trabalho da empresa, como o Ecocelpa, que incentiva a coleta seletiva de resíduos e ainda oferece descontos na conta de energia.

Itaituba: Mais uma morte no trânsito. De quem é a culpa?

Por  Diego Mota  A preocupação toma conta dos moradores de Itaituba com a notícia de mais uma morte no trânsito. A vítima foi um polic...

Postagens mais visitadas