25 de ago de 2017

ITAITUBA: Empresário Albenor Moura é morto com dois tiros na cabeça



O empresário Albenor Moura de Sousa de 55 anos de idade foi assassinado à tiros na tarde desta quinta-feira (24), por volta das 16:30, na área de lazer anexa ao seu empreendimento o posto de combustíveis Equador. O portal Giro foi o primeiro meio de comunicação a chegar no local poucos minutos após o crime, os populares pareciam não acreditar, em poucos minutos um grande número de curiosos se aglomeraram no local que só foi controlado após a chegada da Polícia Militar.

De acordo com testemunhas entrevistadas pelo Giro, dois homens em uma motocicleta honda Bros chegaram no local, subiram rapidamente até o local onde o empresário estava e dispararam duas vezes em sua cabeça, desceram, subiram na moto e evadiram-se do local pelo terreno ao lado do posto.

Uma observação importante, os assassinos não estavam usando capacete ou qualquer proteção para esconder o rosto, isso reforça a possibilidade que ambos são de fora do município. As câmeras de segurança filmaram toda a ação. Veja:


O empresário fazia pintura no momento em que foi morto
De acordo com pessoas que foram as últimas a verem o empresário com vida minutos antes naquele local, ele pintando telas, um hobby que era apaixonado, estava sorridente e brincalhão. O crime ocorreu no momento em que Albenor estava sozinho. 
Cerca de uma hora após o homicídio, o IML chegou ao local para fazer a remoção do corpo que logo após passar por procedimentos legais será entregue à família para velório e sepultamento.

IML fazendo a remoção do corpo
Acerto de contas parece ser uma das maiores possibilidades. Há cerca de três meses o empresário foi condenado a um ano e seis meses em regime aberto pelo assassinato que o mesmo cometeu no ano de 2003. Entenda o caso nos parágrafos a seguir. 
O CRIME COMETIDO POR ALBENOR
 O advogado Raimundo Messias Oliveira foi assassinado em 27 de setembro de 2003 e teve o corpo encontrado só quase dois meses depois, em 15 de novembro, em um poço desativado localizado dentro do posto de combustíveis de propriedade do comerciante Albenor Moura de Sousa. Segundo inquérito policial, a vítima mantinha disputa com empresários locais pela cooperativa. O assassinato teria sido motivado por uma dívida de mais de R$ 1 milhão que o acusado Albenor Moura cobrava da Cooperativa de Mineração Garimpo Roxo, onde a vítima prestava serviços como advogado.

Seu Julgamento há poucos meses
Durante depoimento, Albenor Moura de Sousa confessou que foi autor do homicídio e alegou que agiu só. Segundo ele, a vítima teria questionado o valor da dívida da cooperativa. A versão do comerciante é a de que matou o advogado para se defender, argumentando que a vítima estava armada e que ia pegar a arma na bolsa. 
O Júri Popular condenou Albenor Moura de Sousa a um ano e seis meses em regime aberto por ocultação de cadáver no assassinato do advogado. O réu foi absolvido do crime de homicídio. A decisão foi tomada após dois dias de julgamento na Vara Criminal de Belém. (essas últimas informações são do site G1 Pará).

Um fato curioso chamou a atenção de algumas pessoas que ficaram chocadas. Em uma das fotos do empresário morto aparece um quadro de Jesus Cristo, na parede, onde a imagem olha na mesma direção do corpo, Veja:

Imagem intriga internautas
Fonte: Portal Giro

Nenhum comentário:

PREFEITURA DE JACAREACANGA E CONSELHO MUNICIPAL DA PESSOA DEFICIENTE, REALIZAM AÇÃO NO DIA NACIONAL DE LUTA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Está sendo celebrado nesta quinta-feira, 21, o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Criada em 1982, a data representa o sur...

Postagens mais visitadas