28 de set de 2012

Inscrições abertas para revalidação de diplomas de medicina no Pará

UFPA aderiu ao Revalida, que inscreve até 1º de outubro.
Mais de 10 mil médicos brasileiros se formam no exterior.

A Universidade Federal do Pará (UFPA), única universidade do estado autorizada para revalidar diplomas de medicina emitidos em instituições estrangeiras, aderiu ao Projeto Revalida, do Governo Federal. A iniciativa une várias universidades brasileiras que passam a usar uma única seleção para realizar as revalidações de diplomas médicos. A UFPA não divulgava editais para revalidação há, pelo menos, quatro anos. Com a adesão ao programa nacional, agora quem vive no Pará e deseja revalidar diplomas nessa área terá de se inscrever no exame nacional, que está com inscrições abertas até o dia 1º de outubro.

O Exame Nacional de Revalidação de Diploma Medico Expedido em Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) – Edição 2012 é promovido em parceria pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em parceria com Ministério da Educação (MEC), Ministério da Saúde (MS) e Ministério das Relações Internacionais (MRI).

Segundo Aluízio Barros, diretor de Registro e Indicadores Acadêmicos da UFPA (Ciac), o projeto ajuda a desafogar o número de processos de revalidação que ingressam na Instituição no curso de Medicina e a diminuir os custos do processo. “Em alguns estados o candidato gastaria R$ 10 mil. Aqui no estado do Pará ele gastaria até 3.200”, indicou. Com o Revalida, o participante gastará o equivalente a R$ 400, o que significa até 96% de economia.

Exame do Revalida unifica análise de documentos e de habilidades de médicos que se formaram em outros países, mas querem exercer a profissão no Brasil. (Foto: Divulgação/Susam)De acordo com a UFPA, um levantamento realizado em 2008, apontou a existência de 171 cursos de Medicina no país que juntos formavam 14 mil médicos por ano. Sobre a situação de brasileiros cursando essa graduação no exterior, o levantamento estima que o número chegue a 10 mil, o equivalente a 70% dos formados no Brasil. Cuba, Argentina e Bolívia são os países que mais formam médicos brasileiros no exterior, aponta o documento.

O objetivo do Governo Federal ao criar o Revalida é equilibrar as avaliações, criar um padrão para aceitar as formações de médicos que estudaram no exterior e desejam trabalhar no Brasil e uniformizar o processo de análise acadêmico-documental e institucional, antes diferente em cada universidade do país. Cerca de 38 universidades públicas aderiram ao programa desde que ele foi criado, em 2008.

"O Ministério da Educação elaborou um projeto padrão de acordo com diretrizes do ministério para os cursos de Medicina, a fim de possibilitar o processo de revalidação. Esse projeto foi aprovado pelas instituições que participaram de uma reunião”, explica o diretor do Ciac/UFPA.

Seleção
Este ano a primeira prova do Exame será aplicado no dia 21 de outubro em seis capitais: Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Manaus, Campo Grande e Fortaleza. A segunda fase da seleção, que consiste em uma prova prática, está marcada para os dias 1º e 2 de novembro, mas ainda não tem local marcado para acontecer. O valor da taxa de inscrição para a primeira fase é de R$ 100,00 e para a segunda R$ 300,00.

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Vereadores de Jacareacanga aprovam novo Código Tributário e de Obras

A Câmara Municipal de Jacareacanga aprovou nesta sexta-feira (15) os Projetos de Lei do Novo Código Tributário Municipal (CTM) e de Obras ...

PortalBuré

Portal Buré © 2016. Tecnologia do Blogger.