4 de dez de 2012

Seminário vai discutir desenvolvimento da criança de zero a seis anos.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca) prevê que o desenvolvimento das crianças de zero a seis anos de idade estão diretamente ligadosa família, que por sua vez conta com o apoio da comunidade e do governo, para criar, educar e proteger-las. Com o objetivo de debater o assunto de maneira mais ampla, envolvendo a sociedade civil organizada e profissionais ligados as áreas de educação, saúde, assistência social e psicologia a Associação Santarena de Estudos e Aproveitamento dos Recursos da Amazônia (Seara), realiza no dia 11 de dezembro noInstituto Federal do Pará (IFPA), o I Seminário Sobre o Desenvolvimento da Criança de 0 a 6 anos.

Debater essa fase especifica da criança é de suma importância, pois ela é determinante para o desenvolvimentodo seufuturo como adulto. Isso se dá devido àtrajetória de vida (desde quando deixa de ser um bebê, até se tornar um adultoindependente e autônomo), estar diretamente relacionada com a sua estrutura biológica e as experiências proporcionadas pela família e espaço social, através da interação com outras crianças no ambiente infantil, na família e na comunidade. 

No âmbito familiar, o evento contará com a palestra da psicóloga Adriana Encarnação da Silveira, que vai abordar o tema “Família: importância da participação efetiva no processo de desenvolvimento da criança de 0 a 6 anos”. Falar sobre esse assunto é essencial, poiso ambiente em que a criança se desenvolve nesse período de crescimento determina suas atitudes e emoções, sendo elas de puro prazer ou até mesmo raiva extrema.Por isso a participação efetiva dos pais é fundamental para ajudá-la a compreender e lidar com suas próprias emoções. Além disso, esses fatores contribuem para o fortalecimento das relações entre as crianças e a sociedade em que elas estiverem inseridas.

Outra preocupação que será abordada no evento,está relacionada ao desenvolvimento intelectual da criança, esse assunto vai ser debatido na palestra com o tema “O desenvolvimento da criança de 0 a 6 anos e a importância de associar o cuidar ao educar na educação infantil”, ministrada pela especialista em gestão educacional, Daiane Pinheiro. É importante ressaltar que se a criança não tiver um acompanhamento educacional adequado, passa a ter fortes probabilidades para desenvolver dificuldades na aprendizagem, o que consequentemente implicará no seu futuro como profissional. A escola é a instituição social mais importante depois da família, devido ao fato de que dentro de suas estruturas o ser humano descobre o prazer pelo aprendizado, e aguça a curiosidade de conhecer o mundo real.

A nutricionista Isabel Cristina Diniz vai proferir a palestra, “Desnutrição infantil: características e impactos no desenvolvimento da criança e a mudança da realidade através da alimentação saudável”. A problemática da desnutrição infantil é uma das principais causas que levam as pessoas a desenvolverem doenças durante a infância, adolescência e até mesmo na vida adulta. Estudos apontam que algumas enfermidades como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares, estão ligadas a desnutrição infantil, isso revela a necessidade dos pais estarem atentos quanto à alimentação saudável dos seus filhos. Além disso, essa baixa ingestão de alimentos essenciais para o corpo diminui a capacidade do desenvolvimento físico e intelectual da criança, o que por sua vez contribui para o desestimulo nas atividades educacionais e até mesmo abandono da escola.    

O seminário servirá também como troca de experiências entre os participantes e oportunidade para disseminação das ações da SEARA, tendo em visita que a instituição trabalha há 33 anos no combate a desnutrição infantil, atendendo crianças de dois a cinco anos e 11 meses de idade, crianças de seis a 12 anos, no contra turno escolar, e adolescentes de 13 a 17 anos. Esse trabalho é desenvolvido em integração entre SEARA, famílias (dos beneficiados) e a comunidade.É importante ressaltar que todas as crianças e adolescentes atendidos, estão em situação de vulnerabilidade econômico-social e os serviços são 100% gratuitos. 

As pessoas interessadas em participar poderão fazer as inscrições na Garapeira Ipiranga, IFPA e SEARA. Para se inscrever o candidato deverá doar 2 kg de alimentos não perecíveis que serão usados nas cestas básicas de final de ano, destinadas a continuação do tratamento das crianças atendidas pela instituição.

O evento tem como principal patrocinador, o Fundo Itaú Excelência Social (FIES) que aplica seus recursos em ações de empresas socialmente responsáveis.

Fonte: Herberth Garcia - Ascom SEARA

Nenhum comentário:

A Manauara derrotou o Trovão Azul e vai fazer a final com a Climafrio

Por Jota Parente  Aguardava-se um jogo muito disputado, pois embora a campanha do Trovão Azul tenha sido muito melhor, e apesar de A...

Postagens mais visitadas