5 de jul de 2016

Pousada em Jacareacanga começa a ser investigada pelo Ministério Público.


O Ministério Público Federal (MPF) iniciou investigação sobre a pousada Ecolodge da Barra, da Ecolodge Empreendimentos de Turismo, e que funciona na Barra de São Miguel, na confluência entre os rios Juruena e Teles Pires, que formam o rio Tapajós, em Jacareacanga, no Pará.

A pousada, segundo o MPF, tem sido objeto de denúncias e pode estar funcionando irregularmente em área de conservação ambiental.

A presença de turistas na região estaria incomodando povos das terras indígenas próximas.
O MPF pediu à Ecolodge que apresente licença ambiental expedida pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente), alvará de funcionamento, contrato social e autorização da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Também foram enviados questionamentos à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), para saber se foi emitida alguma licença à pousada.

A Funai deve informar se há estudos sobre os impactos diretos e indiretos às comunidades indígenas moradoras da região e se houve alguma espécie de consulta aos índios.

Com informações do MPF/Pará

JURUTI: Promotoria ajuíza Ação contra 14 reús no caso “mensalinho de Juruti”

A promotoria de Justiça de Juruti ajuizou Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa em face do ex-prefeito municipal, três ve...

Postagens mais visitadas