18 de out de 2016

Jacareacanga: Falta de pagamento aos professores deixa alunos indígenas sem aulas

Adicionar legenda
A falta de pagamentos de alguns professores do Sistema de Organização Modular de Ensino – SOME de Jacareacanga, está afetando as aulas dos indígenas Munduruku. Segundo informações, essa mazela do governo do estado, em atrasar os pagamentos dos professores, só prejudica os andamentos das aulas nas aldeias.

Em contato com os Coordenadores em Jacareacanga, nos informaram que o problema existe, mas esperam em curto prazo tudo seja resolvido. Vale ressaltar que a educação escolar indígena é diferenciada por lei e estabelece critérios educacionais.

"Nós, povo indígena do Pará, não vamos aceitar q o governo Estados acabe com as nossas coordenações, foi uma conquista nossa. Os povos indígenas têm direito a uma educação escolar específica, diferenciada, intercultural, bilíngue/multilíngue e comunitária, conforme define a legislação nacional que fundamenta a educação escolar indígena ". w.w.w.funai.gov.br.

No Sistema de Organização Modular de Ensino – SOME de Jacareacanga, tem atualmente 13 professores, que atuam na área indígenas Munduruku.

O SOME, faz parte do sistema educacional do Pará desde 1980 e hoje através da lei estadual 7806/14 (LEI DO SOME) e funciona como Política Pública Educacional do estado. Em Jacareacanga o Sistema de Organização Modular de Ensino – SOME chegou em 2010.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Vereadores de Jacareacanga aprovam novo Código Tributário e de Obras

A Câmara Municipal de Jacareacanga aprovou nesta sexta-feira (15) os Projetos de Lei do Novo Código Tributário Municipal (CTM) e de Obras ...

PortalBuré

Portal Buré © 2016. Tecnologia do Blogger.