27 de jan de 2017

Membros Efetivos tomam posse na Corte Eleitoral do Pará


A posse foi realizada em Sessão Solene no Plenário “Antônio Koury”. Nesta sexta-feira (27), em Sessão Solene o Desembargador Roberto Gonçalves de Moura e a Jurista Luzimara Moura tomaram posse como Membros Efetivos da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA). O Magistrado assume como novo Corregedor Regional Eleitoral do Pará enquanto que a jurista ocupa a vaga de Juíza, destinada aos membros da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará (OAB-PA).

A Sessão Solene de Posse, realizada no Plenário “Antônio Koury”, reuniu juristas, autoridades do Poder Judiciário, representantes da OAB-PA, familiares dos empossados bem como servidores da Justiça Eleitoral do Pará.

O Desembargador Roberto Gonçalves de Moura assume o cargo, ocupado desde 2015, pela Desembargadora Célia Regina de Lima Pinheiro, e pretende dá efetividade ao recadastramento biométrico no Pará. “A nossa pretensão é dá continuidade ao trabalho desempenhado pela Desembargadora Célia Regina. E pretendemos implementar de forma mais efetiva a biometria na capital e em outras regiões do estado”, ressaltou o Magistrado.
“Por certo, engrandecerá as discussões jurídicas fomentadas nesta Corte.

O Desembargador preenche todos os atributos necessários para que o magistrado possa cumprir a sua função em defesa da democracia”, comentou a Desembargadora Lima Pinheiro sobre o Magistrado.

Já o presidente da OAB-PA, Alberto Campos, relembrou a trajetória na nova Juíza da Corte Eleitoral. “A Doutora Luzimara sempre participou dos processos eleitorais da Ordem, pois é advogada militante. E é importante e simbólica a posse de vossa excelência por diversas razões. Por ser mulher, advogada, de vir do interior do estado. Ter a experiência de atuar em uma região com acessos difíceis com marcas distantes”, comentou o advogado.

A Juíza Luzimara Moura reforçou o compromisso com Justiça Eleitoral. “O meu objetivo aqui é colaborar com a Justiça Eleitoral dentro dos princípios de ética, legalidade e da moralidade. Aprecio o direito eleitoral por sua dinâmica que nos instiga a estar sempre buscando novos conteúdos e visões da legalidade”, finalizou a nova Juíza da Corte Eleitoral do Pará.

JURUTI: Promotoria ajuíza Ação contra 14 reús no caso “mensalinho de Juruti”

A promotoria de Justiça de Juruti ajuizou Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa em face do ex-prefeito municipal, três ve...

Postagens mais visitadas