8 de fev de 2017

Celpa: No Pará, Programa Luz para Todas ultrapassa a marca de 400 mil ligações


Por meio da Celpa, a chegada da energia elétrica em zonas rurais alavanca o desenvolvimento econômico e social das áreas beneficiadas

Segurando uma velha lamparina, que funcionava de maneira improvisada em uma lata de leite, o agricultor Ponciônio Lemos, de 68 anos, morador da zona rural do município de São João do Araguaia, no sudeste do Pará, relata como era sua realidade até junho do ano passado. “Cheguei aqui nos anos 80, quando, a energia elétrica era um sonho muito distante. Nós usávamos querosene e até mesmo óleo diesel para fazer as lamparinas funcionarem. Quando o dinheiro estava curto e não dava para comprar nem óleo ou querosene, eu já tive que fazer uma fogueira dentro de casa para poder iluminar”, diz.

Vivendo com a mulher e mais dois filhos adolescentes em uma simples residência, localizada em uma vicinal na Rodovia Transamazônica, seu Ponciônio faz parte de uma das mais de 18 mil famílias que foram contempladas no ano de 2016 com o Programa Luz para Todos, que leva energia elétrica firme e de qualidade a zonas inóspitas e distantes dos grandes centros urbanos. No Pará, desde a sua criação em 2003, o Programa, por meio da Celpa, já superou a impressionante marca das 400 mil ligações, beneficiando diretamente mais de 2 milhões de pessoas. Esse total de ligações representa cerca de 17% de todos os clientes da concessionária.

Atualmente, a lamparina de seu Ponciônio funciona apenas como símbolo de uma época de poucas possibilidades. A chegada da eletricidade na residência do agricultor possibilitou desenvolvimento com a chegada de eletrodomésticos básicos, a exemplo de geladeira e televisão. “Agora nós temos acesso à informação e sabemos o que está acontecendo no resto do mundo. Podemos beber uma água gelada e sem contar que agora posso utilizar máquinas que ajudam no trabalho do campo”, avalia Ponciônio. 

Diante da importância de levar a luz para as comunidades rurais, ribeirinhas, pequenos agricultores e indígenas, é feito um robusto investimento nas obras que vão beneficiar as regiões. Desde 2012, ano em que a Celpa passou a ser gerida por um novo grupo controlador, já foram investidos mais de R$680 milhões no programa. Nesse cenário, há destaque para as regiões oeste e centro-oeste do Pará, onde já foram realizadas mais de sete mil ligações em diversas comunidades.
                                                                           
O presidente da Celpa, Nonato Castro, ressalta a importância do Programa para o desenvolvimento do Estado. “A chegada da energia fomenta a integração das iniciativas públicas tanto no que diz respeito aos programas sociais e ações de atendimento de serviços básicos como educação, saúde, abastecimento de água, quanto às políticas de incentivo à agricultura familiar, aos pequenos produtores e comerciantes locais. Isso tudo contribui para o desenvolvimento econômico e social das áreas beneficiadas”, destaca.

O PROGRAMA - O Luz para Todos é federal e foi lançado em novembro de 2003, dentro de um processo de universalização da energia elétrica. É coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, operacionalizado pela Eletrobrás e realizado em parceria com as concessionárias de energia de todo o país, que recebem metas definidas para serem cumpridas anualmente. No Pará, esta nobre missão ficou com a Celpa, que já conseguiu excelentes resultados, como se manter por dois anos consecutivos (2014 e 2015) no topo do ranking nacional elaborado pelo Ministério, que elenca as concessionárias que mais executaram ligações em seus Estados de atuação. No ranking divulgado este ano, a Celpa ficou em segundo lugar, com mais de 18 mil ligações. A campeã foi a Coelba, concessionária do estado da Bahia, com cerca de 21 mil ligações. 

A grandiosidade das obras nas zonas rurais do Pará já contabiliza a construção de mais de 78 mil quilômetros de rede de distribuição e centenas de estudos ambientais para viabilizar a entrada da rede de distribuição nos rincões do Estado. Até o final de 2017, a expectativa é de que a Celpa execute mais de 21 mil ligações em todas as regiões paraenses.   

COMO TER ACESSO AO PROGRAMA - Os moradores de áreas rurais que ainda não possuem energia elétrica, podem fazer o pedido da ligação diretamente à Celpa. Para o cadastro, que é gratuito, deve ser apresentado o documento de identificação e o endereço da propriedade a receber a ligação. A partir daí os pedidos serão encaminhados ao Ministério de Minas de Energia, para que as obras sejam realizadas de acordo com os critérios de prioridades definidos pelo Programa.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Vereadores de Jacareacanga aprovam novo Código Tributário e de Obras

A Câmara Municipal de Jacareacanga aprovou nesta sexta-feira (15) os Projetos de Lei do Novo Código Tributário Municipal (CTM) e de Obras ...

PortalBuré

Portal Buré © 2016. Tecnologia do Blogger.