Header Ads

STF abre inquérito contra deputado do PA

Do Congresso em Foco

Reportagens do Congresso em Foco motivaram procurador-geral da República a pedir investigação contra Zequinha Marinho. PF ouvirá servidores que contribuíam com 5% do salário
O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu inquérito para investigar o deputado Zequinha Marinho (PSC-PA) por recolher 5% dos salários dos funcionários do seu gabinete parlamentar para a formação de uma “caixinha” para o PSC.
Ele é suspeito de ter cometido os crimes de peculato (apropriação indevida de dinheiro público em favor de si ou de terceiros) e concussão (exigência de vantagem indevida, feita em razão do cargo que o servidor ou a autoridade ocupa).
Zequinha Marinho
Zequinha Marinho comanda o PSC no Pará
Série de reportagens do Congresso em Foco mostrou como funcionava o esquema.
Zequinha, em entrevista na época, admitiu a prática: “Todo mundo faz”.
Além de abrir inquérito para investigar a conduta de Zequinha Marinho, o ministro Gilmar Mendes, relator do caso, aceitou pedido e determinou que a Polícia Federal ouça 23 servidores e ex-servidores do gabinete do deputado paraense para saber se ele cometeu um ou ambos os delitos.
Os funcionários integravam uma lista de pessoas que contribuíam para a caixinha.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.