Header Ads

CNM reúne gestores paraenses em Diálogo Municipalista


Atender todas as demandas da população, mesmo com redução dos recursos financeiros, é um desafio comum dos atuais gestores municipais. Para debater esse e outros assuntos de interesse das prefeituras, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) promove o Diálogo Municipalista. No Pará, o encontro ocorre em Belém, nesta terça e quarta-feira, 28 e 29 de outubro, com representantes de diversas regiões.

O secretário de finanças de São Miguel do Gamá, Nelson Ribeiro Cunha, foi o primeiro a chegar ao Diálogo de seu Estado. Enquanto aguardava o início das atividades, o servidor municipal contou: “estou começando na vida pública agora, e a CNM tem me ajudado a obter conhecimento sobre o funcionamento da máquina”. Cunha também falou da importância do trabalho desenvolvido pela Confederação, principalmente em relação ao material informativo disponibilizado. “Recebemos muitas informações que nos ajudam no nosso dia a dia e nos mantém informado”, relatou. Ele citou como exemplo os boletins diários com notícias das áreas técnicas e com projetos em tramitação no Congresso Nacional.

De Mauaná, o prefeito Sérgio Murilo Guimarães também participa do encontro. Ele fez a abertura das discussões, e ponderou que a ação é fundamental para enriquecer e ampliar o conhecimento sobre as ações, os projetos e as políticas públicas, além de gerar troca de experiências. “É fundamental conhecer as metodologias para o gerenciamento dos recursos públicos, principalmente agora nesse momento de crise que estamos enfrentados em todo o país. Nesse conhecimento de novas metodologias, podemos conhecer novos parceiros, como o Sebrae [Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa] que tem projetos interessantes”, disse.

O prefeito mencionou que já implantou a lei geral, e que está na fase de implementação prática. “Temos que buscar alternativas para dar respostas às demandas sociais, porque a população cobra do gestor local” resumiu Guimarães.

Assessoras jurídicas de Novo Repartimento, Isabela Farias e Tatiane Alves, também compareceram ao encontro. Representando o Município, distante 500 quilômetros da Capital, elas levaram a sua região orientações jurídicas referentes à lei do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de endemias. Entre diversos outros esclarecimentos de projetos leis e os impactos deles nas administrações municipais.
A programação do Diálogo prevê ainda debates sobre Desenvolvimento Social, Saúde, Saneamento Básico e Finanças.
Tecnologia do Blogger.