Header Ads

Jacareacanga: Presidente da Câmara, Raimundo Acélio Aguiar usa a tribuna e faz desabafo.


O presidente da Câmara Municipal de Jacareacanga, vereador Raimundo Acélio Aguiar, usou a tribuna da Câmara Municipal de Jacareacanga, na manhã dessa sexta-feira (13), para fazer um desabafo, sobre a perseguição política que vem sofrendo nos últimos meses. Acélio Aguiar. Acélio Aguiar, acusa dois vereadores de perseguições, segundo ele, tudo com intuito de quererem a presidência da casa.
O presidente da Câmara Municipal de Jacareacanga, passou na semana passada, por uma operação do Ministério Público do estado, quando foi realizado na Câmara, uma operação de busca e apreensão, que também se repetiu em Itaituba, no escritório do contador da Câmara. Tudo segundo Acélio Aguiar, de denúncias infundadas que partiram dos dois vereadores, que o persegue.
Durante a sua fala, o presidente da Câmara de Jacareacanga, disse que não tem medo, que vai provar perante a justiça que não cometeu nenhuma improbidade. Acélio, disse também que estava muito chateado, por que essa perseguição, era somente por causa do dinheiro que a Câmara de Jacareacanga, tem em suas contas. Acélio disse que tem hum milhão, nas contas da Câmara, que será utilizado para a construção da nova sede do legislativo de Jacareacanga.
Acélio disse que mora 30 anos em Jacareacanga, e nunca tinha passado por esse tipo de situação. O vereador foi mais além, disse que ambição dessas pessoas, fala mais alto pela cadeira de presidente da Câmara de Jacareacanga. Disse que esses dois vereadores, não tem um prego enfiado em Jacareacanga, “chegaram aqui para assumir o mandato e só isso” disse Acélio.
Em outro ponto de seu pronunciamento, disse que estava inviabilizado até de visitar as comunidades. Acélio, disse que são as mesmas pessoas que usufruíram do governo passado, não estão conformados com a perda. Disse também que, pessoas estão sendo prejudicados por causas dessas denúncias.
Acélio Aguiar, disse também que esses vereadores, estão atrapalhando o município de Jacareacanga. Finalizou dizendo que, isso é um verme que se instalou. Acélio ressaltou, que a justiça deveria ver isso com mais carinho, porque essas denúncias, atrapalhando os andamentos do trabalho, tanto do legislativo e executivo.
Durante a sessão dessa sexta-feira, o clima esteve em alguns momentos de tensão por alguns pronunciamentos mais acalorados.

Fizeram uso da Tribuna da Câmara Municipal de Jacareacanga.

No final da sessão foi aberto o uso da tribuna, o primeiro usar, foi nutricionista do hospital municipal de Jacareacanga, Elenylson Nascimento da Silva, que esclareceu algumas situações, que na sessão passada, foi colocada por vereadores. Um delas, foi a refeição que é servido pelo hospital, tanto para pacientes e acompanhantes, onde Elenylson, explicou detalhadamente, como é feito o cardápio e a quantidade.

Outro que usou a tribuna da Câmara Municipal de Jacareacanga, foi o comandante da PM em Jacareacanga, Sargento PM Francisco Araújo, que falou dos últimos acontecimentos e dos trabalhos da PM no município de Jacareacanga. Sargento Araújo, falou também que recebeu um oficio, que solicitava segurança aos trabalhos da Câmara, já que haveria uma informação, que alguns indígenas, iriam protestar na sessão, contra alguns vereadores, que não ocorreu. 

Durante a sessão, também foi votada uma requerimento, que pedia o impeachment do presidente da Câmara Municipal de Jacareacanga, Acélio Aguiar. Esse pedido foi protocolado pelo ex-secretario Municipal de Assuntos Indígenas do governo passado, Ivânio Alencar, que foi rejeitado por 8 votos contra, e 3 abstenção.  

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.