Header Ads

Perseguições impostas contra o governo de Aveiro não intimidam prefeito Ranilson do Prado

“O prefeito do Município de Aveiro, Ranilson Prado analisa as dificuldades do seu governo, desentendimentos políticos, anuncia um período de vitorias e o PR o lança novamente como pré candidato a reeleição, tendo como vice a vereadora Conce do PSDB a pedido do governo estadual e do deputado José Megale”. .

O primeiro ano de governo no município de Aveiro é analisado pelo prefeito Ranilson Prado (PR ) como um ano de vitórias, apesar de ter recebido o município num momento muito delicado - após a cassação da ex-prefeita Maria Gorete; um processo de transição político eminentemente confuso e difícil - além de uma complicada eleição para a Câmara de vereadores.

Receber um governo onde as secretarias atuavam de maneira ineficiente, sem equipamentos, com dividas exorbitantes tanto em âmbito federal quanto estadual, ele admite que ainda não esteja fácil superar completamente o déficit de atendimento a população, mas garante que a maquina administra atualmente está funcionando em todos os seus aspectos e dando o suporte necessário, na medida do possível, ao povo aveirense.

Uma das maiores dificuldades conta Ranilson, esteve por conta das grandes quedas na arrecadação municipal e no repasse dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, gerando dividas e inviabilizando passos importantes da administração. “A ex-prefeita fez um parcelamento de dívida junto ao INSS no valor de R$ 98 mil Reais, no entanto não pagou nenhuma. A divida acumulou, cresceu se arrastou e somente no nosso governo foi feito o desconto na fonte do repasse do FPM inviabilizando periodicamente o pagamento dos servidores”.

Apesar disso os servidores estão recebendo seus vencimentos porque a prefeitura através de Ranilson Prado vem administrando com muita dificuldade, porem com determinação na tentativa de livrar totalmente o município da inadimplência e cumprir com os seus compromissos mais importantes e descartando ainda as demissões de servidores como única alternativa para conter os gastos públicos. “Não queremos nenhum pai de família desempregado”, diz pedindo tranqüilidade e colaboração na parceira com o governo.

As que foram demitidas foram porque se indispuseram com o governo do qual faziam parte, explica Prado. Quanto ao afastamento da vereadora Maria Fé lhe causou bastante pesar pelo fato dela não ter compreendido a filosofia do novo governo preferindo se afastar, ser contrária a política e ainda tentar denegrir a imagem do governo.

Prefere ir adiante com a informação de que é a vereadora Conce do PSDB a pré candidata a vice atendendo ao pedido do governo do estado e do deputado Megale, parceiro do governo a exemplo de deputado Hilton Aguiar que foi quem mais apresentou emendas para o município de Aveiro.

Credita as perseguições políticas àqueles que não têm compromisso com o governo, que querem usar o governo em beneficio próprio e dispara que não reconhece Sinttep como defensor categoria por não ter até o momento contribuído sequer com uma proposta de melhoria no âmbito educacional para o município.

Quanto aos prováveis desentendimentos com o deputado Federal Dudimar Paxiúba disse apenas que ele não está cumprindo com o seu papel enquanto um parlamentar serio e disposto a trabalhar por melhorias a população. “Já teve problemas com a maioria das prefeituras onde se envolve e com Aveiro não foi diferente”, desabafou.

Somente este ano foi celebrado vários convênios com o Estado, agora o próximo passo é com o governo federal já que foram perdidos os prazos para as emendas políticas. O termino do hospital municipal, tratores, equipamentos, três quilômetros de asfalto, estão entre os resultados positivos desses convênios

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.