Header Ads

Jacareacanga: Guerreiros Munduruku ateiam fogo em Destacamento policial

O assassinato do indígena LeloAkay ocorrido há 15 dias em Jacareacanga deixou sequelas aos indígenas Munduruku. Um grupo de cinquenta guerreiros fortemente armados e com pintura de guerra sitiou a cidade de Jacareacanga na noite de ontem (02).

Os guerreiros Munduruku após interditarem por volta das 22 horas a entrada da cidade com manilhas de cimento armado marcharam para invadir o destacamento policial da cidade.

Quatro policiais que estavam no destacamento saíram às pressas para evitar um confronto que pelos ânimos dos Munduruku poderia ser sangrento. Roupas e bens pessoais ficaram para trás e os guerreiros atearam fogo em tudo.

Segundo o guerreiro Aldo Cardoso Munduruku que estava liderando a turba dos guerreiros, disse que a intenção seria pegar como refém o Sargento PM Cajado. “Nós queríamos pegar o Sargento Cajado e tirar a roupa dele e amarrar ele. Branco matou indígena escondido e nós vamos matar pra todo mundo ver”, disse revoltado o indígena.

O clima em Jacareacanga é de extrema preocupação. Um dos guerreiros disse que estão preparados para qualquer confronto. “Essa revolta não vai ficar por aqui, nós também vamos queimar bares da cidade onde a gente sabe que vende drogas”, disse Rosinaldo Munduruku.

Durante a invasão do prédio do Destacamento Policial, guerreiros Munduruku se apoderaram de duas metralhadoras e um revolver que pode ser calibre 38.

Texto e Fotos: Nonato Silva/Jacareacanga 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.