Header Ads

Médica Vânia Lúcia Monteiro será indiciada por morte de grávida

O delegado Ivanildo Costa, Delegacia de Investigação e Operações Especiais (Dioe), vai indiciar a médica Vânia Lúcia Monteiro, por homicídio culposo - que não há intenção de matar. O procedimento faz parte da conclusão do inquérito sobre o caso da grávida Ana Carolina Carvalho Santiago, que morreu no dia 25 de dezembro de 2012, aos 18 anos, durante complicações em uma maternidade particular localizada no conjunto Cidade Nova III, bairro do Coqueiro, em Ananindeua.

Junto com finalização e entrega do inquérito, a família de Ana Carolina realiza um ato pacífico em frente à Dioe para receber do próprio delegado o resultado do inquérito. Segundo Nazaré Sá, tia da jovem, o laudo confirmou o que a família acreditava. "Só tivemos a confirmação de que a Ana Carolina foi assassinada através de um erro médico", indigna-se, Nazaré.


Após a entrega do laudo, a família pede por justiça. "Agora iremos conversar com os advogados para saber quais procedimentos devemos seguir", informou a tia de Ana Carolina. O Conselho Regional de Medicina, o Ministério Público e a Secretaria Estadual de Saúde também devem ser acionados pelos familiares.

De acordo com a família, a jovem havia feito o pré-natal na Unidade de Referência Materno Infantil e seguia com a gravidez tranquila, obedecendo às orientações recebidas durante as consultas de rotina. A filha de Ana Carolina, Lauren, já nasceu morta, segundo os médicos, por asfixia.

O atestado de óbito da jovem definiu como causa morte um choque hemorrágico, histerectomia por laceração uterina, cesariana por óbito fetal intra-uterino.

(DOL)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.