Header Ads

Cuidado, blogueiros, tem gente que se incomoda... ameaça e mata

Extraído do Blog do Profº Manuel Dutra

A expansão dos blogs, com o avanço das mídias digitais, aumentou a exposição e, com ela, podem ter aumentado também os riscos aos jornalistas no Brasil.

Dos cinco profissionais de imprensa assassinados só em 2012, dois eram blogueiros e ganharam notoriedade por denúncias feitas nesse tipo de espaço aberto na web. Foram eles Mário Randolfo Marques Lopes, editor de um site em Vassoura (RJ) executado em fevereiro, e Décio Sá, repórter de O Estado do Maranhão, assassinado em abril em São Luís.

Os números fazem parte de levantamento da SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa), que faz o monitoramento de assassinatos e desaparecimentos de jornalistas na América Latina.

Nessa estatística, o Brasil neste ano só está atrás do México, que registrou até 18 de junho seis assassinatos de profissionais de imprensa.

"O que está acontecendo é que, com os blogs, abriu-se outro canal [de comunicação]. Isso pode estar deixando o jornalista mais exposto e também com mais risco", afirma a jornalista Clarinha Glock, pesquisadora do tema e integrante do projeto da SIP que monitora crimes contra a imprensa no Brasil.

A pesquisadora atribui o crescimento dos assassinatos a jornalistas no Brasil – em 2011 foram quatro mortes – essencialmente à impunidade e à corrupção que impede o avanço de investigações. "Em ano eleitoral também sempre aumentam as ameaças a jornalistas", diz.

No caso da morte de Décio Sá, o homem que confessou ter matado o jornalista, segundo a polícia do Maranhão, disse que o blogueiro era "fuxiqueiro".

"Geralmente, as investigações param nos pistoleiros e não chegam aos mandantes", diz a pesquisadora da SIP.

Um dos problemas no Brasil é a falta de proteção do Estado em casos de ameaça. Tramita no Congresso um projeto de lei para ampliar o programa federal de proteção aos defensores dos direitos humanos, no qual os jornalistas podem ser enquadrados.

..........................

Observação deste blog: É evidente que não há motivo para alarme geral, pois uma parcela pequena de blogueiros se compõe de jornalistas e, entre estes, há muitos que não correm riscos em consequência dos conteúdos midiatizados. Há também pessoas que conduzem seus blogs com assuntos amenos. Os riscos ocasionados pelos blogs jornalísticos não se distinguem dos perigos que todo jornalista combativo sempre correu e por isso pagou, desde os tempos em que não havia internet.

Leia também: Blogueiros são mortos ou constrangidos no Brasil de modo um tanto quanto… alarmante

Fonte: Blog do Manuel Dutra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.