Header Ads

Jacareacanga: MUNDURUKUS CONTINUAM OCUPANDO A UNIDADE DE POLICIA DE JACAREACANGA




Por volta das 07:40 um grupo de aproximadamente 150 guerreiros entrar na Unidade Integrada de Polícia de Jacareacanga – UIP, onde está a delegacia de Polícia Civil e a guarnição de Polícia Militar. A intenção era cobrar providencias das autoridades policiais, querendo uma resposta em relação a morte na semana passada do indígena Elinaldo Akay, que foi assassinado com quatro facadas. Nesse momento da invasão, os acusados já tinham sido transferidos para Itaituba, por dois policiais civis, que estavam investigando o crime em Jacareacanga.
Diante disso, resolveram atear fogo em dois carros e uma moto que estavam no pátio da Unidade de Polícia, veículos esses apreendidos com traficantes. Ao saber dos acontecimentos o Grupo Tático Operacional – GTO, que se encontram em Jacareacanga, começou uma intensa negociação, onde envolveu as lideranças e o comando do Tático, no caso a Tenente Jodan.
Por volta do meio dia, começou a se deslumbrar uma possibilidade de uma trégua, foi quando lideranças reuniram no hotel Tucumã, com o comando do Tático, Promotor Público e o delegado Cesar. Umas das principias reivindicações, era a saída do delegado Cesar. Diante disso, as lideranças entregaram documento com algumas exigências e foram reunir com os parentes na delegacia de polícia, onde estão os guerreiros.

Já por volta das 18:30, surgiram vários boatos, entre eles que, os guerreiros iriam invadir o hotel para pegar o delegado Cesar, foi quando policiais do GTO, ficaram de prontidão, e caciques acompanhando do vice-prefeito Hans Amâncio e do vereador Giovani Kabá, começaram uma reunião, com o comando do GTO, foi quando também começou a chegar os guerreiros, que a princípio ficaram observando de longe, e solicitaram que passassem em marcha, pelo lado oposto da avenida Santo Dumont, onde estão hospedados dos militares do GTO.
Ao ser autorizado a passagem dos guerreiros, isso depois de negociação, entre a Tenente Jodan e caciques, o grupo de uns 80 a 100 guerreiros, passaram cantando músicas indígenas e com faixas de protestos. Depois da passagem dos guerreiros, os mesmos voltaram para a Unidade Integrada de Polícia, e prometeram ficar até a chegada do delegado geral e um coronel da Policia Militar, que deverão chegar pela manhã, dessa quarta-feira.
No momento. o clima na cidade é de tranquilidade, todo as festas foram suspensas e os comércios proibidos de vender bebidas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.